OS X 10.11 El Capitan apresentado pela Apple

noticia_1013-1

OS X 10.11 El Capitan apresentado pela Apple na sua conferência anual de programadores OS X e iOS. Este sistema operativo apresentado será o próximo sistema operativo que irá ser referência nos desktops e portáteis da marca.

Segundo a keynote de abertura da Worldwide Developers Conference (WWDC) 2015, a Apple direcionou os seus esforços para a melhoria da performance e nível de experiência de utilização do sistema operativo nos desktops e portáteis Apple.

Desta vez não houve grandes novidades, daquelas de encher o olho, mas ao mesmo tempo, a Apple com as novidades introduzidas acaba por agarrar o utilizador, fazendo-o desejar ter um MacBook com o sistema operativo OS X El Capitan. Isto porque? Simples, as novidades introduzidas simplificam ainda mais a utilização de algumas aplicações nativas do OS X. Sendo que, a performance não foi esquecida e isto depois das reclamações de vários utilizadores quanto ao desempenho do OS X Yosemite.

 

Performance

Tal como já referido, um dos grandes calcanhares de Aquiles do OS X Yosemite diz respeito à sua performance. Deste modo, a Apple, não ficou indiferente a este facto e resolveu dar-lhe uma atenção redobrada.

Agora, com o novo sistema operativo OS X El Capitan, as tarefas que o utilizador realiza diariamente tornam-se mais rápidas, pois o sistema operativo está, mais fluido e responsivo.

Eis alguns dos números apresentados pela Apple e que prometem resolver os problemas de performance do OS X Yosemite.

noticia_1013-3

É possível verificar que o simples iniciar do OS X poderá ser 1.4x mais rápido e a abertura de aplicações, por exemplo o PDF, o ganho poderá chegar a ser 4x mais rápido. A mudança de aplicações será 2x mais rápido. A abertura e leitura de emails, uma das tarefas rotineiras mais usual nestes tempos, poderá ter ganhos de 2x maior rapidez.

Outro foco da questão de performance definido pela Apple diz respeito às tecnologias associadas a ferramentas de criação de elementos gráficos (imagem, vídeo e jogos). Neste campo, a Apple introduziu a tecnologia Metal, que já havia introduzido nos sistemas operativos iOS (nomeadamente a partir do iOS 8).

Com esta novidade, a Apple diminui a camada de software que existe entre um jogo e o CPU + GPU, aumentando assim, uma maior facilidade de acesso do jogo ao hardware, eliminando deste modo todo o tipo de impeditivos ou extras que o CPU + GPU teriam de realizar até poderem responder às reais necessidades do jogo.

Assim, a Apple assegura que é possível aumentar a rapidez de renderização de gráficos 3D, jogos ou vídeo até 50%, mantendo e melhorando a eficiência de utilização da bateria em cerca de 40%.

noticia_1013-4

Em experiências de jogabilidade, é possível um aumento de 10x de performance dos realismos e a respetiva fluidez dos jogos.

 

Experiência de Utilização

Não foram muitas as novidades, igualmente, neste campo embora as que foram implementadas tenham algum tipo de importância nas tarefas rotineiras do utilizador.

Mission Control

Mission Control foi agora melhorado. Isto porquê? Pois bem, porque no dia a dia, em cada sessão de trabalho, abrimos imensas janelas para termos o máximo de funcionalidades ativas e em utilização. Agora o Mission Control foi melhorado de modo a facilitar a experiencia de utilização do utilizador na gestão dessas mesma janelas abertas. É possível uma melhor organização, sendo possível arrastar as janelas para espaços livres, como por exemplo, criaando um novo desktop virtual para abrir essa janela.

noticia_1013-5

 

Spotlight

O Spotlight ganha ainda mais funcionalidades de procura e permite agora o deslocamento da sua janela e o seu próprio redimensionamento.

As procuras agora não se limitam a apenas aos nomes de ficheiros ou informações existentes na web, podendo o Spotlight não só usar a web para procurar informações desejadas pelo utilizador, mas agora com um maior leque de procuras.

A procura de ficheiros foi facilitada, tal como já referido, e agora é possível efetuar procuras como se tratasse de uma questão ao computador. As procuras deixaram de ser robotizadas e passaram a ser mais humanas. Exemplo de procura: “apresentação criada ontem que contém orçamento”.

noticia_1013-6

 

Mail

A aplicação Mail não foi esquecida e teve alguns retoques que poderão dar uma ajuda extra ao utilizador.

Transportando do que já existe no iOS 8, agora é possível usar alguns dos swipe gestures da aplicação Mail do iOS 8. Na lista de emails, ao deslizar da direita para a esquerda é possível apagar uma mensagem de email e o inverso permite marcar o email como lido ou não lido.

A escrita de mensagens de emails ganhou uma nova funcionalidade. Agora é possível criar separadores na janela de escrita por forma a permitir ter vários janelas abertas numa única janela.

A procura de mensagens de emails tornou-se igualmente menos robotizada e passou a ser mais humana, o que permite a procura de mensagens de emails recebidos ou enviados de forma mais intuitiva para o utilizador.

noticia_1013-7

 

Notes

A aplicação de apontamentos rápidos, Notas, foi igualmente objeto de atenção e aqui, houveram grandes melhoramentos, deixando esta aplicação de ser uma app desenhada para pequenos apontamentos, transformando-se numa app orientada para muito mais.

Com as alterações aplicadas será possível criar checklists, adicionar fotos, vídeos, links de sites ou uma localização de um mapa, tudo numa nota…

Tal como acontece já com a aplicação atual, será possível o sincronismo automático com a iCloud o que permite a partilha automática destas mesmas notas com os iDevices associados a essa conta iCloud.

noticia_1013-8

 

Split View

O Split View é mais um dos esforços da Apple na ajuda do utilizador na gestão de várias janelas abertas ao mesmo tempo em cada sessão. Esta nova funcionalidade, em OS X, permite dispor automaticamente duas janelas, lado a lado, por forma a ser possível trabalhar com essas duas aplicações ao mesmo tempo e em paralelo. Este tipo de funcionalidade já existe em Windows e em OS X (com a instalação de apps de terceiros). Mas agora, trona-se nativa no OS X e com ideias novas. Ao aplicar o mosaico duas janelas, estas dispor-se-ão lado a lado, ocupando toda a largura do ecrã, dividindo-o em áreas de  50-50. É possível, alterar estes 50-50 de forma muito rápida e intuitiva, ajustando-se as janelas automaticamente.

noticia_1013-9

 

Safari

O Safari apresenta algumas novidades. Uma delas, bastante interessante, é a de “calar” os sons reproduzidos nos sites que acedemos. Quantas vezes já não abrimos vários separadores, com diferentes sites abertos, e de uma hora para a outra é reproduzida uma publicidade ou vídeo em alta voz e não sabemos de onde é a origem dessa reprodução? Pois bem, o Safari agora possui uma funcionalidade que permite abafar esses mesmos sons sem termos de encontrar essa publicidade indesejada para a remover.

Será possível criar pontos de sites favoritos. Esta funcionalidade permite que um determinado site, esteja aberto e em execução, mesmo que não esteja a ser usado.

Será ainda possível usar o AirPlay e partilhar um vídeo da Web numa TV de uma forma mais rápida e intuitiva.

noticia_1013-10

 

Maps

A aplicação de Mapas do OS X terá agora indicações sobre transportes públicos e transito. Foi aumentado o nível de detalhe sobre as rotas executadas a pé, metro, comboio, autocarros ou ferryboats. Estas funcionalidades já haviam sido alvo de rumores e acabaram por se concretizarem, embora apenas se apliquem a algumas cidades mundiais. Por cá, não teremos ainda acesso a esta funcionalidade.

 

Datas de Lançamentos do OS X Capitan

A versão beta para programadores já foi disponibilizada no dia de ontem, no final da keynote. Para o próximo mês de Julho, será lançada a versão beta para o publico em geral. Sendo que a versão final espera-se que seja disponibilizada em meados de Setembro.

Quanto ao preço? O preço já não é novidade para quem é habitual seguidor da Apple… O OS X El Capitan será gratuito.

 

Posted in notícias and tagged , , , , , , , , .